As várias faces do Hip-Hop




Hip-Hop Judeu, Árabe, Islâmico e até “colorido”.
Neste post, nosso amigo Márcio Macedo (kibe) conta um pouco destes estilos até então desconhecidos por nós brasileiros.

Do Harlem, ele escreve artigos super interessantes e esclarecedores em seu blog.

“Ainda me lembro de uma edição da revista Bizz do início dos anos 1990 na qual havia uma pequena entrevista com Chuck D, a principal cabeça por trás da banda de rap Public Enemy, em que entrevistado fazia uma associação entre a música rap e a linguagem binária utilizada pelos computadores. Nessa analogia, D sugeria que o rap era definitivamente a música do futuro por simples a ponto de combinar a qualquer outro ritmo. O hip-hop/rap nasceu em fins dos anos 1970 nas quebradas caóticas do The Bronx, New York Shitttt!!! O cenário da área era desolador devido a crise econômica que abatia a cidade como um todo, mas afetava de forma mais severa as áreas mais pobres da metrópole norte-americana. A letra da canção The Message (1982) da banda Grandmaster Flash and The Furious Five (foto abaixo de Flash), descreve muito bem a condição desses bairros nessa época. Diz o rapper que se vê…”

Leia o post completo em:http://newyorkibe.blogspot.com/2010/09/gay-judeu-africaner-arabe-e.html

Comentários

comentários