Criando Discos de Vinil em Casa


Quem viveu os anos de 1980, com certeza viveu a época de ouro dos discos de vinil e, também viu o seu declínio com o surgimento do CD e depois o declínio do CD com o surgimento do MP3.
O fato é que o vinil nunca saiu de moda e pelo que sabemos, o Brasil foi um dos poucos países a abandonar o formato logo no início dos anos de 1990 devido à chegada do formato CD.

Graças à tecnologia, os CD’s passaram a ser produzidos em casa e isso abriu margem para o quê? Pirataria!
Hoje qualquer computador “meia-boca” possui um gravador de CD’s, é algo já comum em nossas vidas.
Mas na época do Vinil também já existia a pirataria mas com uma diferença: Os equipamentos para se produzir um disco de vinil eram caríssimos e totalmente fora do alcance de pessoas comuns. Este cenário permanece até hoje!

Mas durante a feira SXSW eis que o engenheiro alemão chamado “Souri Automaten”. Ele criou uma máquina que é capaz de gravar discos de vinil a partir de qualquer formato digital.
A máquina funciona com um toca-discos convencional porém, no sentido inverso. Um torno é ligado a um leitor de CD ou qualquer outro tipo de arquivo de áudio e utiliza a agulha de diamante para cortar o disco registrando em tempo real as vibrações do som produzidas pela música.
Este processo elimina várias etapas demoradas para a criação de um disco de vinil.

Técnicamente não é algo muito simples de se explicar, talvez um vídeo ajude-nos a entender melhor, vejam o processo de gravação de um disco de vinil com o som de Little Richard:

Diferentemente do processo industrial, você deverá “ripar” para o vinil música por música e o valor do equipamento é de $4.000,00.
Para os apaixonados por vinil, está aí uma boa notícia.
Este parece ser o primeiro passo para a popularização da produção de discos de vinil caseiros.
Será? Só o tempo dirá.

Se você curtiu o projeto e deseja entrar em contato com criador desta máquina maravilhosa, acesse o site:
http://www.vinylrecorder.com/

Comentários

comentários