“Nomes de Meninas” Completa 25 anos

Nomes de Meninas, o grande sucesso do rapper Pepeu completou 25 anos.

pepeu-capa
Parece que foi ontem mas já se passaram 25 anos que o jovem Pepeu lançou o álbum The Culture Of Rap no ano de 1989.

Até então era um mero desconhecido mas foi com o apoio da equipe Kaskatas que ele começou crescer no cenário do Rap Nacional.

No álbum produzido por DJ Cuca e com Scratchs de DJ Tubarão, haviam as faixas: “Veio um Negão”, “Hey Vovô”, “Adeus Pau Pau”, “Minha Garota”, “Nomes de Meninas”, “Rap Malla”, “Nomes de Meninas (dub)” e “Meu Nome é Pepeu”.

O disco trouxe uma proposta diferente do que havia na época, com letras menos politizadas e muito mais descontraídas e divertidas de se ouvir.

A faixa “Veio Um Negão”, que é uma paródia da música “Sally (That Girl)” do grupo norte-americano Gucci Crew, foi um dos grandes destaques deste álbum mas o que “balança” o público até hoje em bailes de nostalgia é a faixa “Nomes de Meninas” onde o Rapper aceita o desafio de criar rimas usando nomes de mulheres: Ruth, Carolina, Beth, Josefina, Marcela, Ivete, Rosa e Regina.
 
 

Pepeu P. de PepeuApós este álbum, Pepeu lançou outros que também que foram muito bem aceitos pelo público, dentre eles o álbum “P. de Pepeu”, lançado dois anos depois também com a produção de DJ Cuca.
Mas antes de tudo isso, havia uma música que também fez muito sucesso no rádio, o “Melô do Bastião” com Pepeu e Mike.

Esta música existe em duas versões: a primeira usando como base o rap norte-americano Fly Guys do grupo Magic Trick (não há gravações em estudio desta música ) e a versão gravada em estudio com o rapper Mike.
Em 2011 o rapper Emicida fez uma linda homenagem a Pepeu no show de lançamento de seu álbum. Um belo exemplo por parte de Emicida, uma vez que “lá fora” a maioria dos rappers atuais reconhecem todo o trabalho da “Velha Escola”.

“The Culture Of Rap”, nos mostrou que o Rap poderia sim ser um pouco mais alegre, mais divertido e menos compromissado com os problemas sociais. Foi um álbum “fora da curva” e que faz parte da história do Hip-Hop no Brasil.

Hoje Pepeu não faz mais músicas, ele já saiu de cena há muitos anos, mas o seu trabalho está aí à disposição de todos aqueles que valorizam a história do Rap Nacional.

Sem nenhuma sombra de dúvidas, “The Culture Of Rap” é peça fundamental em sua coleção.
Obrigado, Pepeu!
Obrigado, Dj Silvinho pela contribuição.

Relembre o sucesso “Nomes de Meninas”, só quero ver se você não desafina…

Comentários

comentários